Big Island: Dias passados entre vulcões (Parte IV)

Parte IV – As Caves Kaumana

Nascidas das grandes correntes de lava provenientes do Vulcão Mauna Loa em 1881, as Kaumana Caves pertencem a um conjunto de túneis com cerca de 40 Km de extensão (equivalentes a 25 milhas) desde a sua origem até pouco menos de 2Km da Baía de Hilo.

O acesso dá-se por umas escadas, com árvores e raízes pendentes sobre as entradas da caverna. No seu interior, vestígios de inscrições de viajantes (algumas de 1925) marcam os primeiros metros, continuando-se através da rocha irregular por zonas cuja altura oscila entre os 6 metros e os 60cm. Nos locais em que a luz solar já não chega, estar de olhos abertos ou fechados não faz qualquer diferença e tornamo-nos completamente dependentes das lanternas.

Conta-se que quando as correntes de lava já se encontravam muito próximo da cidade a Princesa Ruth (viajada directamente de Honolulu) terá dormido junto das mesmas pedindo à Deusa Pele para parar a erupção, e que aquelas terão parado no dia seguinte.

inscrições na rocha vulcânica (1925)
o interior das caves
a entrada das Kaumana Caves

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.