Há magia na vareda do Fanal (Madeira)

Erguem-se as árvores por entre o nevoeiro cerrado, tão denso que não deixa ver mais que 5 ou 6 metros à frente do nariz; enquanto avanço e os pés se afundam na terra, transformada em lama que teima em entrar nos ténis, pequenas gotas de água pingam sobre as costas e a cabeça; não chove, mas a humidade é tão intensa que não deixa partir sem mais este toque de natureza. Seria difícil acreditar, após a descrição acima, que o clima pudesse mudar tanto, pois se em pleno centro da ilha o sol brilhava e o calor se fazia sentir acima dos 30ºC, já aqui a situação era completamente distinta.

Perto de duas horas depois de ter arrancado do Funchal, por entre curvas e contra-curvas e com algumas paragens pelo meio para saborear a vista rica dos muradouros, eis-me chegada aquele que é para mim o local mais bonito de toda a ilha da Madeira, o Fanal. Conservava na memória um dia de Dezembro de 2011 bem diferente deste (mais frio mas mais límpido) onde após o promontório rochoso em que as nuvens embatem e se encerram – como que numa verdadeira porta de entrada para o céu – surge o denso bosque.

A vareda do Fanal localiza-se no planalto do Paúl da Serra (Município do Porto Moniz), num percurso com cerca de 10,8Km que culmina no Posto Florestal do Fanal. Ela atravessa um extenso manto florestal de Laurissilva, classificado pela UNESCO como Património Mundial Natural em 1999, e integra o coberto originário da Madeira – isto é, ao conjunto de árvores mais antigas da ilha – as Tis (Ocotea foetens), árvores centenárias, inclinadas, entre o mágico e o fantasmagórico que nos fazem entrar num cenário que lembra os filmes de Harry Potter.

Durante a caminhada existem zonas amplas, onde a vista é desafogada sobre toda a paisagem circundante – constituindo verdadeiros miradouros naturais – e outras onde o percurso é mais cerrado e a vegetação mais densa. Os locais mais facilmente identificados são a vista sobre o vale da Ribeira da Janela e sobre o Chão da Ribeira.

 

Guia prático:
_ Início/ Fim: Estrada Regional 209 (junto ao Pico dos Assobiadouros).
_ Em alternativa, deixar o carro no estacionamento existente próximo do Posto Florestal do Fanal e fazer o percurso no sentido inverso.
_ Grau de dificuldade: médio
_ Extensão e duração do percurso: 10,8 Km (+/- 4 horas)
_ Altitudes: varia entre 1130 e 1420m
_ Alerta para baixas temperaturas e possibilidade de pouca visibilidade devido ao nevoeiro
_ Apoios: Parque de Merendas perto do Posto Florestal.

 

Vareda do Fanal