As praças são tipicamente locais de convívio e Jemaa El Fna não é excepção. Contudo, a principal praça de Marraquexe (e, certamente, de todo o país) não se resume a isto.

Esta enorme praça com dois eixos centrais vive literalmente para o dia e, sobretudo, para a noite. É um espectáculo em si própria, o que a torna um outro espectáculo digno de assistir. Por isso ao entardecer entrem num dos cafés que a circundam e deleitem-se com a vista ampla e desafogada proporcionada pelos terraços e balcões. Para mim, o Café Glacier foi a opção óbvia, local que provavelmente detém a melhor vista panorâmica. Não é necessário ficar muito tempo, mas a verdade é que não queremos sair de lá. O dia tórrido vai dando lugar a ares mais amenos e o céu ganha tons alaranjados, à medida que a praça recebe centenas (milhares?) de transeuntes entre turistas e locais.

Encantadores de Serpentes, macaquinhos amestrados, arrancadores de dentes, tatuadores de Henna, carregadores, contadores de histórias, bailarinos travestidos, acrobatas, dançarinos e cartomantes fazem o seu melhor para chamar a atenção dos turistas e assim conseguirem uma ou outra moeda. Sob as tendas forradas a lona verde há bancas de fruta fresca, sumos a 10 dirhams (cerca de 1 euro) e pequenos “restaurantes” onde se podem provar espetadas de carne, couscous ou as célebres tajines (vasos de barro com carne estufada e legumes). Pelo meio tenta-se vender bijuterias ou peças em couro.

Antigamente chamada de “Assembleia dos Mortos” – por ser o local onde eram efectuadas execuções públicas e ficavam expostas as cabeças – e hoje em dia considerada uma Herança Oral e Intangível da Humanidade pela UNESCO, Jemaa El Fna é ponto de paragem obrigatório em qualquer visita à capital marroquina.

O entardecer na principal praça de Marraquexe

Encantadores de Serpentes
O arrancador de dentes
Noite em Jeema EL Fna
Lamparinas com motivos trabalhados
Guarda este artigo no Pinterest!

Partilha nas tuas redes
Share on facebook
Share on pinterest
Share on email
Andreia Castro

Andreia Castro

Viajante antes de ser Médica, vivo com as memórias no bolso, o passaporte na mão e sempre com a próxima viagem marcada.

Lê mais

2 Comments

  1. Mariana

    Adoro Marrocos.
    Como é que consegui tirar as fotos aos encantadores de serpentes? A última vez que tentei, fui logo abordada por um deles.

  2. Olá Mariana!
    Para estas fotografias utilizei uma tele-objectiva, o que significa que me mantinha a grande distância podendo assim fotografar sem ser incomodada =) E numa coisa tens razão, eles são terrivelmente “chatos” e não nos deixam fazer nada sem pedir nada em troca eheh
    Obrigada pelo teu comentário!*

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreve a Newsletter

Subscreve a newsletter

E fica a saber de antemão tudo sobre as próximas viagens, artigos do blog e muito mais!

Subscreve a newsletter

E fica a saber de antemão tudo sobre as próximas viagens, artigos do blog e muito mais!