Queres ficar 1 dia em Amarante? Então este é sem dúvida o Roteiro que não vais querer perder. Esta sugestão foi elaborada pela Rede Expressos em parceria com a Gap Year Portugal, e testada por mim no mês de Junho! 

Cumpridos os cerca de 40 minutos que distam entre Porto e Amarante (60Kms), a estação rodoviária deixa-nos já em plena cidade e a menos de 5 minutos do centro histórico. Um percurso que se faz facilmente a pé, passando já por alguns espaços comerciais emblemáticos.

 

As ruas alargam-se para que a vista se abra sobre a Ponte de São Gonçalo e os seus obelíscos, classificada como Monumento Nacional (1910) quer pela sua beleza quer pela sua importância histórica – aqui foi travada uma batalha contra as tropas francesas de Napoleão (1809). Com uma elegância que lhe confere o nome de “Princesa do Tâmega”, a cidade desenvolve-se sobre as duas margens do rio, desenhando a ponte sobre ele um círculo perfeito quando não sopra o vento. As suas duas plataformas circulares foram acrescentadas no final do séc.XVIII.

Roteiro de 1 Dia por Amarante - Me across the World2
Ponte de S.Gonçalo - a porta de entrada para o Centro Histórico de Amarante

Do lado oposto, surge imponente a Igreja e Convento de mesmo nome, de estilo barroco e neoclássico e mandados edificar em 1540. Ambos são visitáveis, quer a igreja – onde se acredita estar sepultado S.Gonçalo, junto ao altar – quer os 3 claustros do convento. Na sua fachada, o frontão apresenta as estátuas dos 4 reis que governaram durante o período de construção destas estruturas: D.Sebastião, D. João III, D.Catarina e D.Filipe I. 

Amarante grita São Gonçalo que é homenageado quer em infra-estruturas quer nos doces tradicionais. Este beato, considerado o Santo Padroeiro de Amarante, tornou-se elemento central da história da cidade a partir do séc.XIII por ser o casamenteiro das mulheres mais vehas, ajudando também na impotência sexual.

Em sua homenagem foram também desenvolvidas quadras tradicionais (“S. Gonçalo de Amarante, Casamenteiro das velhas, Porque não casais as novas? Que mal vos fizeram elas?”) que ganham particular sonoridade no primeiro fim-de-semana do mês de Junho aquando das festas da cidade – altura em que os jovens deverão oferecer o chamado “Quilhãozinho” às moças que lhes prendem o olhar. Em alternativa, puxa-se o cordão junto ao túmulo…. que S.Gonçalo se encarrega do resto, com garantias de trazer um marido no prazo máximo de 1 ano (“S. Gonçalo de Amarante, Casai-me que bem podeis, Já tenho teias de aranha, naquilo que vós sabeis“).

Roteiro de 1 Dia por Amarante - Me across the World4

A igreja e o convento surgem bem enquadrados numa praça dotada de esplanadas e restaurantes que marcam ponto de encontro e convidam a ficar um pouco, tomando um café ou pedindo uma refeição. Amarante é uma cidade à beira rio que mistura o melhor da tradição, doçaria e natureza, pelo que não há pressas. 

Seguindo pela Alameda Teixeira Pascoaes, chegamos ao Museu Amadeo de Souza Cardoso (1947), instalado também no Convento de São Gonçalo. Este museu tem diversas exposições  de pintura e escultura, permanentes e temporárias, pertencentes a vários artistas amarantinos como Amadeo de Souza Cardoso, António Carneiro e Acácio Lino (pintores), Agustina Bessa-Luís (escritora), Teixeira de Pascoaes (poeta). Aberto de 3ª a Domingo (excepto feriados), com o custo de 1euro (grátis para crianças até aos 15 anos).

O fim do dia deve ser passado ao longo das margens do Tâmega, num passeio que agora ganhou uma nova travessia: um passadiço recém-inaugurado em Junho (por enquanto ainda com alguns acessos pouco preparados para cadeiras de rodas ou carrinhos de bebé). Ao longo do trajecto é comum encontrar não apenas turistas mas também pescadores e alguns barcos de pesca. 

Roteiro de 1 Dia por Amarante - Me across the World

Uma visita a Amarante não fica completa sem provar os doces conventuais: Lérias, Amarantinos, Brisas do Tâmega, Foguetes, Pingos de Tocha, Papos d’Anjo, entre outros, sem esquecer os famosos quilhõezinhos de São Gonçalo, nome dado devido à sua forma fálica. Como forma de homenagear o Santo Padroeiro da cidade, que tanto fez pelos amarantinos, os locais decidiram dar o seu nome a este doce tão peculiar. Vê as fotos dos doces aqui!

Roteiro de 1 Dia por Amarante - Me across the World3
vista aérea de Amarante

Roteiro para mais de 1 dia em Amarante

Visitado o centro histórico, provados os doces tradicionais e feito o passeio pelas margens do Tâmega, Amarante tem ainda muito para oferecer e que justifica ficar mais que uma noite.

Roteiro de 1 Dia por Amarante - Me across the World5
Esplanada da Confeitaria da Ponte

A Confeitaria da Ponte,  a mais antiga da cidade, oferece ainda uma sessão de “mão na massa”, em que os visitantes podem fazer os seus próprios doces conventuais.

O Solar de Magalhães é uma casa de estilo renascentista do séc.XVI deixada em ruínas pelas tropas de Napoleão (1809), pertencente à família do navegador português Fernão de Magalhães.
  

A Ecopista do Tâmega é uma ciclovia de 35kms construída em 2013 e que une Amarante a Arco de Baúlhe, ao longo de um percurso campestre e de vinhedos. Ela acompanha a antiga linha de comboio (fechada em 1990), tendo algumas das estações sido convertidas em cafés.

Bem pertinho, o Parque Florestal estende-se por mais de 5 hectares e é um dos pontos de referência para uma caminhada ou prática de exercício físico ao ar livre, para além de se poderem observar veados. Amarante tem ainda um Campo de Golfe, desenhado pelo arquitecto Jorge Santana da Silva, e um Parque Aquático aberto entre os meses de Junho e Setembro e faz as delícias de todos nos dias mais quentes.

Resquicíos do período Neolítico são ainda encontrados nos arredores , mais concretamente em Aboboreira – Anta de Meninas do Crasto (conjunto de 5 megalítos) e Chã de Parada (dolmen constituído por 9 megalitos, onde ainda se podem ver algumas gravuras).

Já “fora” de Amarante temos como referêcia as piscinas naturais do Rio Ôlo, as aldeias de Carvalho de Rei e Lugar da Rua, assim como a Serra do Marão (com o 6º pico mais alto de Portugal – 1415m – a cerca de 20Kms de distância).

* Amarante faz ainda parte da Rota do Românico – um trajecto que contempla diversas igrejas, mosteiros, pontes, castelos e outros monumentos situados ao longo de 9 países europeus (Portugal, Espanha, França, Alemanha, Áustria, Itália, Eslováquia, Sérvia e Roménia). O Site Transromanica fornece informação detalhada sobre todos os pontos de interesse.

Pinterest Amarante the World
Guarda este artigo no Pinterest!

Partilha nas tuas redes
Share on facebook
Share on pinterest
Share on email
Andreia Castro

Andreia Castro

Viajante antes de ser Médica, vivo com as memórias no bolso, o passaporte na mão e sempre com a próxima viagem marcada.

Lê mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreve a Newsletter

Subscreve a newsletter

E fica a saber de antemão tudo sobre as próximas viagens, artigos do blog e muito mais!

Subscreve a newsletter

E fica a saber de antemão tudo sobre as próximas viagens, artigos do blog e muito mais!