Cidade costeira de avenidas largas e aspecto clean, Vina del Mar pode ser descrita como o “irmão rico” de Valparaíso, que fica a apenas 15 minutos de distância de autocarro.

Guardei uma das manhãs para percorrer as suas ruas, deixando-vos aqui a minha sugestão de roteiro e os “imperdíveis” deste local. Este é um circuito de 3 horas, com despesa de cerca de 1500 pesos chilenos (2 euros, ida e volta).

1.Relógio de Flores
O relógio de flores é um dos pontos onde os turistas que visitam Vina del Mar mais gostam de tirar uma fotografia. Ajuda a justificar o cognome atribuído a esta terra, a “Cidade Jardim”.

2.O “local segredo” – dando o meu melhor ar de turista, entrei no Hotel Sheraton Miramar para apreciar a óptima vista que esta esplanada tem sobre toda a baía, com Valparaíso a surgir do lado esquerdo e ao longe!

  1. Castelo Wulff – numa marginal a lembrar um dia solarengo em Cascais, este palacete sobressai na paisagem do seu lado esquerdo. Apesar de não possuir nada no seu interior, a entrada gratuita e também tem vista sobre toda a costa.É sede da “Casa das Artes”, palco de actividade lúdica e cultural gratuita para crianças e adultos. No dia da minha visita (Sábado), fui inclusive convidada para participar numa aula infantil de iniciação à música!. Está aberto de Terça a Domingo, das 10h às 13:30h e das 15h às 17.30h.
  1. Casino de Vina del Mar – edíficio branco também junto à costa, divide o seu espaço com o Hotel del Mar e o jardim. Do seu lado esquerdo há várias charretes com cavalos para dar um passeio!
  2. Museu Fonck e Palácio Carrasco – Museu de arte originária da Ilha da Páscoa e das tribos mapuches, destaca-se por, na sua entrada, apresentar uma estátua original – um moai com 2,80m de altura.
  3. Paróquia de Vina del Mar – pequena igreja junto à principal avenida da cidade (Avenida Álvarez), encontrava-se em trabalhos de restauração aquando da minha visita.
  4. Quinta Vergara – o maior parque da cidade tem no seu interior um enorme anfiteatro para concertos e peças de teatro. Tem um palácio em estilo neogótico, o Palácio Vergara, que não cheguei a visitar.

Partilha nas tuas redes
Share on facebook
Share on pinterest
Share on email
Andreia Castro

Andreia Castro

Viajante antes de ser Médica, vivo com as memórias no bolso, o passaporte na mão e sempre com a próxima viagem marcada.

Lê mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreve a Newsletter

Subscreve a newsletter

E fica a saber de antemão tudo sobre as próximas viagens, artigos do blog e muito mais!

Subscreve a newsletter

E fica a saber de antemão tudo sobre as próximas viagens, artigos do blog e muito mais!