Vamos falar de Jet Lag?

👩🏻‍⚕️ Hoje vamos falar de Jet Lag! ✈️

O que é o Jet Lag? O Jet Lag corresponde à adaptação do organismo face a uma viagem que implique mudança de fuso horário (mais concretamente o atravessar de pelo menos 4 fusos) – e, como tal, quanto maior for a diferença para o país de origem mais sentidas serão as suas consequências.

Normalmente o Jet Lag é maior quando viajamos para Este (Ásia, Austrália…) e é menor em sentido contrário, para Oeste (América do Norte, Central ou do Sul)

Os sintomas habituais assemelham-se à típica “ressaca” : insónia e sonolência diurna, irritabilidade, cansaço, náusea, diminuição do apetite e da concentração…

Como prevenir?? Aumentar a ingestão de líquidos antes do voo e tentar ter uma alimentação equilibrada e noites descansadas nos dias prévios à viagem. Para viagens de estadias prolongadas é aconselhado adaptar o ritmo de sono e refeições ao do país de destino pelo menos 2 dias antes da partida. Manter o horário das refeições habitual mas já adaptadas ao país de destino. Se possível, fazer algum exercício físico mas não exactamente antes do período de repouso.

ao voar para este – Se possível, 3 dias antes começar a acordar meia hora mais cedo (por dia). A hora de ir dormir deve também ser antecipada em períodos iguais de meia hora. À chegada, evitar a luz diurna matinal (mais intensa), preferindo fazer as visitas de exterior dos primeiros dias da estadia durante a tarde.
ao voar para oeste – Se possível, 3 dias antes começar a acordar meia hora mais tarde (por dia). A hora de ir dormir deve também ser atrasada em períodos iguais de meia hora. No destino, apanhar o máximo de sol durante a tarde e entardecer e evitar dormir até ao cair da noite. Adormecer nos primeiros dias de permanência no destino pode ser difícil, e qualquer fonte de luz artificial (telemóveis, tablets, pequenas luzes de sinalização, etc..) deve ser evitada a todo o custo se períodos de insónia.

Para além da adaptação natural ao lugar de chegada, para os casos mais significativos existe ainda medicação que pode ser realizada e que ajuda à regularização do ritmo circadiano. Um das alternativas é a melatonina, análoga à produzida pelo nosso próprio organismo (não indicada para crianças e menos eficaz nas viagens para oeste). Em ambos os casos poderão ser necessários pequenas sestas de cerca de 45 minutos, assim como cafeína.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.