👩🏻‍⚕️ Hoje vamos falar de Jet Lag! ✈️

O que é o Jet Lag? O Jet Lag corresponde à adaptação do organismo face a uma viagem que implique mudança de fuso horário (mais concretamente o atravessar de pelo menos 4 fusos) – e, como tal, quanto maior for a diferença para o país de origem mais sentidas serão as suas consequências.

Normalmente o Jet Lag é maior quando viajamos para Este (Ásia, Austrália…) e é menor em sentido contrário, para Oeste (América do Norte, Central ou do Sul)

Os sintomas habituais assemelham-se à típica “ressaca” : insónia e sonolência diurna, irritabilidade, cansaço, náusea, diminuição do apetite e da concentração…

Como prevenir?? Aumentar a ingestão de líquidos antes do voo e tentar ter uma alimentação equilibrada e noites descansadas nos dias prévios à viagem. Para viagens de estadias prolongadas é aconselhado adaptar o ritmo de sono e refeições ao do país de destino pelo menos 2 dias antes da partida. Manter o horário das refeições habitual mas já adaptadas ao país de destino. Se possível, fazer algum exercício físico mas não exactamente antes do período de repouso.

ao voar para este – Se possível, 3 dias antes começar a acordar meia hora mais cedo (por dia). A hora de ir dormir deve também ser antecipada em períodos iguais de meia hora. À chegada, evitar a luz diurna matinal (mais intensa), preferindo fazer as visitas de exterior dos primeiros dias da estadia durante a tarde.
ao voar para oeste – Se possível, 3 dias antes começar a acordar meia hora mais tarde (por dia). A hora de ir dormir deve também ser atrasada em períodos iguais de meia hora. No destino, apanhar o máximo de sol durante a tarde e entardecer e evitar dormir até ao cair da noite. Adormecer nos primeiros dias de permanência no destino pode ser difícil, e qualquer fonte de luz artificial (telemóveis, tablets, pequenas luzes de sinalização, etc..) deve ser evitada a todo o custo se períodos de insónia.

Para além da adaptação natural ao lugar de chegada, para os casos mais significativos existe ainda medicação que pode ser realizada e que ajuda à regularização do ritmo circadiano. Um das alternativas é a melatonina, análoga à produzida pelo nosso próprio organismo (não indicada para crianças e menos eficaz nas viagens para oeste). Em ambos os casos poderão ser necessários pequenas sestas de cerca de 45 minutos, assim como cafeína.

Partilha nas tuas redes
Share on facebook
Share on pinterest
Share on email
Andreia Castro

Andreia Castro

Viajante antes de ser Médica, vivo com as memórias no bolso, o passaporte na mão e sempre com a próxima viagem marcada.

Lê mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Subscreve a Newsletter

Subscreve a newsletter

E fica a saber de antemão tudo sobre as próximas viagens, artigos do blog e muito mais!

Subscreve a newsletter

E fica a saber de antemão tudo sobre as próximas viagens, artigos do blog e muito mais!